em destaque

Quem cala, consente

13 de outubro, 00:30

Deputados do PSD na prateleira deviam usar mais vezes da palavra.

Quem acompanha a política nacional já tinha dado por isso: os deputados do PSD mais próximos de Passos Coelho praticamente desapareceram do hemiciclo. Culpa deles, que não querem colaborar? Ou culpa de Rui Rio, que os deseja secar (para depois enxotar)?

Inclino-me para a segunda hipótese. Não apenas pelas notícias que chegam da última reunião da bancada. Mas porque faz parte da estratégia de Rio limpar o PSD de desvios ‘liberais’ antes de oferecer os seus serviços ‘social-democratas’ ao PS. Se os deputados insurrectos, com o seu conhecido amor a António Costa, desatassem a usar da palavra, a estratégia de Rio cairia pela base. Para arranjar casamento, é preciso não afugentar a noiva primeiro.

Resta aos deputados na prateleira o gesto simples de saírem dela. Como? Pela palavra. Alguns, poucos, já a exercem. Mas onde estão os restantes? Preocupados com o seu ‘lugarzinho’?

comentários

comentar
Faltam 350 caracteres