em destaque

Mínimo dos mínimos

08 de dezembro, 00:30

Os polícias que entram na PSP ganham, de base, menos de 800 euros.

Todos sabemos que o Salário Mínimo Nacional é bem abaixo não só da média europeia, mas também das reais necessidades de qualquer trabalhador, ainda menos se tiver de sustentar uma família.

Estamos, em 2018, a discutir um SMN que é menos de metade daquilo que um francês que ganhe o salário mínimo no seu país leva para casa e o custo médio de vida não é assim tão diferente.

Foi ontem aprovado pelo governo que o mínimo que um trabalhador da Função Pública ganhará são 635 euros, o que, sendo melhor que os 600, está longe de ser suficiente.

O que sucede, neste momento, é que os polícias que entram na PSP ganham, de base, menos de 800 euros. Ou seja, uma profissão com a especificidade da nossa, com o risco associado, a responsabilidade da missão ou a penosidade, tem um salário de base que é cada vez mais próximo do que é o mínimo nacional.

Os governos têm desvalorizado os polícias e este não é exceção. Desvaloriza aqueles que todos os dias arriscam a vida.

Da nossa parte, apesar de não compreendermos a postura do governo, lutaremos para que os polícias e a missão da polícia não seja só para o show-off da política ou para o faz de conta em prejuízo dos portugueses.

comentários

comentar
Faltam 350 caracteres