CMTV
Atualidade

Presidente de lar na Maia admite abandonar idosos caso não tenha ajuda para conter coronavírus

José Correia acrescenta que "mesmo sob pena de crime por abandono", sente não ter outra alternativa.

A carregar o vídeo ...

Correio da Manhã|26 de março de 2020 às 18:59

O presidente do lar O Amanhã da Criança, José Manuel Correia, admite tomar uma "decisão drástica" se não obtiver a ajuda para retirar os idosos da instituição a fim de a desinfetar uma vez que tem 20 casos positivos de coronavírus no lar.  

"A medida drástica é começarmos a abandonar as coisas... Estou aqui de manhã à noite, sou voluntário", afirma José Correia que acrescenta que "mesmo sob pena de crime por abandono", sente não ter outra alternativa. 

O presidente da instituição critica ainda a ministra da saúde, Marta Temido, e a diretora-geral da saúde, Graça Freitas, por dizerem que "está tudo a correr bem" quando vê a situação da saúde pública em Portugal como está garantindo não ter ajudar nem ter resposta em tempo útil. 

"Empurram todos uns para os outros", afirmou José Correia. 

O presidente da instituição faz ainda um apelo para que obtenham a ajuda de que necessitam. 

No lar O Amanhã da Criança, na Maia, há já dois mortos por coronavírus, 10 utentes e 10 funcionários infetados. 

Há ainda pelo menos 50 testes cujos resultados ainda não são conhecidos. 
Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • No ar NOTÍCIAS CM
  • 17:57 JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 21:10 INVESTIGAÇÃO CM
  • 21:57 ESPECIAL INFORMAÇÃO
  • 23:57 RUA SEGURA
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:30 RUA SEGURA