CMTV
Atualidade

Tubarão ataca e mata homem de 51 anos junto ao areal em praia no Brasil

Marcelo tinha estado a beber com amigos e, pouco depois das 14 horas locais, 18 horas de Lisboa, decidiu entrar no mar para tirar a areia do corpo.

Tubarão ataca e mata homem de 51 anos junto ao areal em praia no Brasil
Correio da Manhã|11 de julho de 2021 às 10:36

O violento ataque de um tubarão numa praia da cidade brasileira de Jaboatão dos Guararapes, vizinha à capital do estado de Pernambuco, a cidade de Recife, provocou este sábado à tarde a morte de um homem de 51 anos. Gravemente ferido, Marcelo Rocha Santos foi levado ainda com vida para o Hospital da Restauração, o maior de Recife, mas não resistiu.

Marcelo tinha estado a beber com amigos numa barraquinha da Praia da Piedade, uma das mais movimentadas de Jaboatão, e, pouco depois das 14 horas locais, 18 horas de Lisboa, decidiu entrar no mar para tirar a areia do corpo. O ataque do tubarão aconteceu quando Marcelo estava com a água acima da cintura, muito perto do areal.

Muita gente na areia viu quando Marcelo começou a debater-se e a cambalear, mas só entenderam o que estava a acontecer quando uma enorme mancha de sangue apareceu na água. Amigos correram e puxaram Marcelo para a areia, mas a situação já era muito delicada.

Além de outros ferimentos pelo corpo da vítima, o tubarão tinha destroçado uma das pernas de Marcelo e arrancado uma das suas mãos, e a quantidade de sangue que esvaía pelos ferimentos era assustadora. De acordo com os bombeiros que o socorreram, Marcelo morreu pouco antes de chegar ao hospital da Restauração.

No mesmo local onde ocorreu o ataque deste sábado, na área conhecida como Igrejinha da Piedade, já aconteceram pelo menos outros 12 ataques nas últimas três décadas, desde que esse tipo de ataque começou a ser monitorizado. Nesse período, foram registados em Recife, Jaboatão dos Guararapes e outras cidades vizinhas 65 ataques de tubarão, que provocaram a morte de 25 pessoas, sem contar com a de Marcelo, e deixaram sequelas gravíssimas nos feridos que sobreviveram.

Por toda a região do Grande Recife há uma profusão de placas em português e outros idiomas alertando para o risco de ataques de tubarão, e ao largo de algumas praias foram instaladas redes de proteção aos frequentadores que entram no mar. Mas, além das pessoas que ultrapassam essas redes e vão nadar para longe, o que não foi o caso de Marcelo, alguns tubarões conseguem passar por esse bloqueio e atacar as pessoas até muito perto da areia, como neste trágico sábado, em que, não obstante a proximidade de terra, ninguém viu o tubarão porque o tempo tinha mudado de repente e a água do mar ficou muito escura.
Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 09:08 MANHÃ CM
  • No ar JORNAL DE PORTUGAL
  • 12:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • 14:57 NOTÍCIAS CM
  • 15:08 RUA SEGURA
  • 15:57 NOTÍCIAS CM
  • 16:08 TARDE CM
  • 16:57 NOTÍCIAS CM
  • 17:57 CM JORNAL 20H
  • 18:57 GOLOS
  • 20:40 DUELO FINAL
  • 20:45 NOTÍCIAS CM
  • 21:14 GOLOS
  • 22:55 DUELO FINAL
  • 23:00 LIGA D´OURO
  • 00:57 RUA SEGURA
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 REPORTAGEM CM
  • 02:57 INVESTIGAÇÃO CM
  • 03:18 PATA NA POÇA
  • 03:38 PATA NA POÇA
  • 04:00 TELEVENDAS