CMTV
Atualidade

Imagem mostra homem em cadeira de rodas a impedir passagem de autocarro após lhe ter sido negada entrada

Caso ocorreu na madrugada desta quarta-feira, em Lisboa.

Imagem mostra homem em cadeira de rodas a impedir passagem de autocarro após lhe ter sido negada entrada
Um homem, dependente de uma cadeira de rodas, esteve a bloquear a passagem de um autocarro, por lhe ser negado acesso durante a madrugada desta quarta-feira, em Lisboa.

Sérgio Alexandre Lopes queixou-se do facto de não serem disponibilizados acessos a pessoas de mobilidade reduzida. De acordo com o testemunho do homem, quando a carreira 208 da Carris chegou à estação, de madrugada, deparou-se que a rampa estava avariada. A solução proposta seria esperar pelo autocarro seguinte.

"O autocarro chegou às 02h40 e a rampa estava avariada. A temperatura era de cerca de nove graus e a primeira coisa que o motorista disse, pela janela, depois de ter tentado acionar umas seis vezes o dispositivo, foi: "vai ter que esperar pelo próximo", pode ler-se num longo texto publicado pelo homem no Facebook.

Inconformado com a situação, o homem voltou a questionar o motorista. "Perguntei-lhe qual a alternativa que a Carris me daria e ele insistiu que eu teria que "esperar pelo próximo". Os passageiros foram informados, por nós, do motivo do bloqueio, da descriminação que a Carris promove diariamente, do descaso com que são tratadas as pessoas com mobilidade reduzida. Um dos passageiros que mais apoiou a nossa decisão, chamou a PSP", pode ler-se.

De seguida, o homem e a mulher que o acompanhava, colocaram-se em frente da carreira e, juntamente com os restantes passageiros concordaram que se ele não poderia ir naquele autocarro, mais ninguém iria. Pelo menos a maior parte deles... "Aqui parece tudo resolvido, mas acreditem que vem a pior parte. Já comigo dentro do autocarro, entram os restantes passageiros e nem todos estavam "do meu lado". Tive que ouvir "só tinha era que esperar por um que viesse a funcionar", "eu também tenho problemas e sofro com frio", lê-se.

Quando o autocarro reservado chegou, o problema repetiu-se, estando a rampa elétrica avariada. "Logo que o autocarro "reservado" chegou, o motorista do primeiro queria ir embora, os agentes tentaram dissuadir-nos, mas, mais uma vez, por falta de confiança na Carris, foi impedido de ir até que a rampa fosse testada. A rampa estava… avariada, caros amigos. O segundo motorista, visivelmente incomodado, garantiu que testara a rampa à frente do chefe e "estava boa (...) Entretanto, a rampa deste último conseguiu ser aberta manualmente e entrei", continuou.

"Não somos cidadãos de segunda. Não deixarei que me tratem como se fosse. Não sou o primeiro a fazer este tipo de ação, mas não podemos deixar que situações como esta se repitam, a cada hora, sem fazermos nada. Agradeço ao grupo de passageiros que se juntou a mim. Agradeço aos agentes da PSP que, desde o início, disserem que não nos iam deter pela validade da nossa posição ali", concluiu.


Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 09:08 MANHÃ CM
  • 10:57 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • No ar NOTÍCIAS CM
  • 17:57 MERCADO
  • 18:57 JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 20:29 GOLOS
  • 22:10 DUELO FINAL
  • 22:15 LIGA D´OURO
  • 00:30 RUA SEGURA
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:08 NOVELA
  • 05:00 RUA SEGURA