CMTV
Atualidade

Nova estirpe do coronavírus detetada num paciente é a junção das variantes encontradas no Reino Unido e nos EUA

Cientistas alertam que nova variante propaga-se mais rapidamente.

Nova estirpe do coronavírus detetada num paciente é a junção das variantes encontradas no Reino Unido e nos EUA
Correio da Manhã|17 de fevereiro de 2021 às 12:29

A variante do coronavírus detetada no Reino Unido fundiu-se com uma nova variante encontrada nos Estados Unidos da América, num doente infetado com a Covid-19 e originou uma nova estirpe na Califórnia, avança o DailyMail.

Esta nova variante foi detetada pela primeira vez na Califórnia, nos EUA, mas os cientistas acreditam que deverão haver mais casos como este e alertam que a nova estirpe propaga-se mais rapidamente que as restantes já detetadas e que pode colocar em causa a imunidade criada pelas vacinas.

Os cientistas explicam que a variante surgiu por um "evento de recombinação", isto acontece quando duas versões diferentes do vírus infetam a mesma célula e trocam genes enquanto se reproduzem, dando origem a uma nova estirpe. No entanto, os especialistas, referem que estas situações são "improváveis".

Para que uma estirpe combinada do vírus surja, uma pessoa deve estar infetada com duas vertentes diferentes do coronavírus, provavelmente de duas fontes diferentes, ao mesmo tempo, e assim os vírus vão desenvolver-se dentro do corpo. 

Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • No ar NOTÍCIAS CM
  • 18:40 MERCADO
  • 18:55 JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 21:10 INVESTIGAÇÃO CM
  • 21:50 LIGA D´OURO
  • 00:30 RUA SEGURA
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:20 LIGA D´OURO
  • 05:00 RUA SEGURA