CMTV
Atualidade

Saiba tudo o que muda na 3ª fase de desconfinamento

A partir de segunda-feira reabrem ginásios, restaurantes com maior lotação mas centros comerciais mantêm-se fechados.

Saiba tudo o que muda na 3ª fase de desconfinamento
O Primeiro-ministro, António Costa, disse esta sexta-feira após Conselho de Ministros que se verifica uma "estabilização" nos casos de covid-19 em Portugal.

"O número de casos positivos mantém-se essencialmente estável, ou seja, apesar de estarmos a testar mais temos menos casos positivos", explicou.


O número de pessoas em cuidados intensivos tem vindo a diminuir e o número de recuperados tem vindo a aumentar, disse o PM.

"As medidas de desconfinamento não têm tido um impacto negativo", frisou Costa.

Na área metropolitana de Lisboa, até ao dia 4 de junho, vão permanecer encerrados os centros comerciais e lojas do cidadão.

Deixa de ser obrigatório o teletrabalho sempre que possível, e passa a depender de acordo entre a entidade patronal e o trabalhador. Continua a ser obrigatório para doentes imunodeprimidos e doentes crónicos, pessoas com deficiência superior a 60% ou pais com filhos menores de 12 anos ou com deficiência em casa.

Reabrem todas as lojas com área superior a 400 m2, lojas e restaurantes em centros comerciais e desaparece o limite de lotação máxima de 50% nos restaurantes, mantendo-se o distanciamento mínimo de 1,5m. Os restaurantes podem manter a lotação reduzida a 50% ou podem adoptar as novas regras, que obrigam ao uso de "barreiras impermeáveis" entre clientes, como acrílicos.

Salas de espetáculos poderão retomar a atividade na segunda-feira desde que sejam cumpridas as normas definidas pela DGS.

Reabre o ensino pré-escolar e generaliza-se a abertura das creches. Mantém-se a reabertura da época balnear a 6 de junho.

Está autorizada a reabertura dos ginásios a partir de segunda-feira, dia 1 de junho, com novas regras definidas pela DGS.

O Estado de Calamidade foi prolongado em todo o País.

As regras para discotecas e bares "não serão revistas nos próximos 15 dias", garantiu o primeiro-ministro.

Costa referiu que o contágio "tem pouco a ver com os locais de origem e sim com as condições de habitabilidade."

Em atualização

Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 09:08 MANHÃ CM
  • 10:57 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • 14:57 NOTÍCIAS CM
  • No ar MERCADO
  • 18:31 JORNAL ÀS 6
  • 18:57 JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 21:25 GOLOS
  • 23:15 LIGA D´OURO
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:10 LIGA D´OURO