CMTV
Atualidade

Sobrecarga na rede de oxigénio do Hospital Amadora-Sintra obriga a transferir doentes

Há internados a serem levados para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Sobrecarga na rede de oxigénio do Hospital Amadora-Sintra obriga a transferir doentes
Daniela Polónia e Ângela Gonçalves Marques|26 de janeiro de 2021 às 20:56
Ao que o CM apurou, a rede de oxigénio no Hospital Amadora-Sintra, na Amadora, entrou em sobrecarga esta terça-feira à noite, devido ao elevado número de casos de internamento em enfermarias e cuidados intensivos motivados pelo aumento de casos de Covid-19 registados nos últimos dias em Portugal.

Devido a esta sobrecarga, há doentes já a serem transferidos desta unidade de saúde para outras na zona de Lisboa e Vale do Tejo. Segundo apurou o CM junto de fonte hospitalar, são pelo menos 48 os doentes que esta noite são transferidos para outras unidades de saúde em Lisboa.

Trata-se de uma sobrecarga nas tubagens que fornecem oxigénio aos doentes, garantido fonte do hospital ao CM que não falta oxigénio no Amadora-Sintra e que nenhum dos doentes corre risco de vida devido à situação.

Até agora havia 333 doentes com Covid-19 internados em enfermaria neste hospital e 30 em cuidados intensivos, sendo que no hospital Amadora-Sintra o máximo previsto em plano era de 120 infetados com o novo coronavírus.

"Estamos a fazer um esforço sobrehumano, este número de doentes não é sustentável. Atingimos o limite", conta fonte ao CM.
Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • No ar NOTÍCIAS CM
  • 18:40 MERCADO
  • 18:55 JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 21:10 INVESTIGAÇÃO CM
  • 21:50 LIGA D´OURO
  • 00:30 RUA SEGURA
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:20 LIGA D´OURO
  • 05:00 RUA SEGURA