CMTV
Atualidade

Vírus proveniente de galinhas poderá matar metade da população mundial

Especialista garante que criação em massa destes animais é uma ameaça maior do que a pandemia de coronavírus.

Vírus proveniente de galinhas poderá matar metade da população mundial
Correio da Manhã|30 de maio de 2020 às 11:29
Não é uma questão de "se" acontecer, mas sim de "quando". Um cientista americano, Michael Greger, diz que as doenças transportadas pelas aves representam um risco maior para a humanidade do que a pandemia de coronavírus. 

O especialista afirma que a criação em massa de galinhas está a deixar a humanidade vulnerável a uma próxima epidemia muito mais grave e sublinha que isso é um problema que irá acabar por acontecer, só não se sabe ainda o "quando". 

A previsão sombria deste cientista está expressa no seu livro "Como sobreviver a uma pandemia", e estima que cerca de metade da humanidade poderá morrer com um surto deste tipo de vírus. 

Greger é vegan e sublinha que a nossa dependência da carne deixa-nos extremamente vulneráveis ??a novas pandemias. "Com as pandemias a espalharem-se explosivamente de humano para humano, nunca é questão de se, mas quando", escreve.

A gripe aviária é uma doença infecciosa que se espalha entre as aves e, em casos raros, pode afetar os seres humanos, como durante o surto de H5N1 em Hong Kong, em 1997. Na altura, esta gripe levou ao abate de 1,3 milhão de galinhas, mas o vírus não foi totalmente erradicado. 

Mais Lidas
Guia TV
  • 06:00 NOTÍCIAS CM
  • 09:08 MANHÃ CM
  • 10:57 NOTÍCIAS CM
  • 11:57 CM JORNAL HORA DO ALMOÇO
  • 14:57 NOTÍCIAS CM
  • 17:57 MERCADO
  • 18:31 JORNAL ÀS 6
  • No ar JORNAL AS 7
  • 19:45 CM JORNAL 20H
  • 21:25 GOLOS
  • 23:15 LIGA D´OURO
  • 01:30 NOTÍCIAS CM
  • 02:30 CINEMA ERÓTICO
  • 04:10 LIGA D´OURO